É mais difícil empreender sendo mulher?

10 conselhos de quem começou um negócio com pouco dinheiro
27/10/2016
Como saber a hora certa para abrir o seu negócio?
27/10/2016

Não podemos negar que a mulher enfrenta alguns desafios para empreender. Porém, eles são possíveis de serem superados a partir de algumas atitudes, sendo a principal delas a organização.

A mulher passa por alguns momentos em sua vida que exigem dela atitudes diferentes. O mais desafiador desses momentos é quando vêm os filhos, até a idade de eles irem para a escola.

Neste período, a mulher dependerá de ajuda – uma pessoa para cuidar da criança, ou alguém da família, ou contratação de uma profissional – ou ainda a contratação de um berçário por tempo integral ou meio período.

Porém, o que se tem visto é que a mulher, quando empreendedora, organiza-se e consegue conciliar suas atividades para que nenhuma das áreas fique desassistida. Todos os dias vemos exemplos de empreendedoras de sucesso que fizeram MBA, que têm filhos e um casamento harmonioso. Isso porque a vontade, o querer de fato, faz com que ela encontre soluções para conseguir cuidar do que precisa.

Hoje, cada vez mais, a mulher está indo para o mercado de trabalho e competindo em igualdade de situação com os homens. As facilidades do mundo digital ajudam muito a forma de se comunicar e o acesso a determinadas tecnologias que permitem ganhar tempo e até mesmo visualizar o ambiente de sua casa e de seu trabalho à distancia, eliminando a ansiedade e a preocupação com determinados aspectos, com a instalação de câmeras com conexão online e em tempo real.

A mulher por natureza é multifuncional, consegue cuidar de várias coisas ao mesmo tempo e isso ajuda em seu desenvolvimento profissional e como empresária, e ela acaba se virando muito bem.

Temos exemplos de empreendedoras de sucesso que começaram por necessidade, uma grande parcela no Brasil começa por esse motivo, mas que se destacaram e hoje são exemplo para o restante das mulheres que têm esse desejo. Quando se faz algo que se gosta com dedicação, as chances de sucesso são muito grandes.

Hoje, com o desenvolvimento do franchising no Brasil, a mulher pode empreender correndo menos riscos. Ela pode escolher um negócio com o qual se identifica e que cabe no valor que tem para investir e, a partir de sua decisão, receber toda a orientação e acompanhamento necessário para empreender e ter sucesso.

O importante neste processo é fazer uma boa escolha, pesquisar bem a situação da rede de franquias e pedir ajuda nas análises financeiras – caso não tenha afinidade com números – porque é importante entrar no negócio sabendo das possibilidades de ganhos, tempo de retorno do capital e necessidade de capital de giro.

Concluindo, para a mulher empreender não há barreiras, basta querer, ir atrás do que se quer, dedicar-se, e tudo dará certo.
 

Fonte